Sinto prazer, logo sou uma unidade

Hoje, estava meditando,

e comecei a entrar em um estado

de profunda quietude.

Às vezes, quando isso acontece,

vivencio algo

que costumo associar à morte.

É como se eu me fundisse à escuridão,

como se me tornasse um com tudo.

Antes, eu pensava neste estado

como uma dissolvição de mim mesmo.

Como se, ao me fundir com tudo

eu deixa-se de ser um.

Mas hoje, me dei conta de uma coisa

que não havia considerado:

Nestes momentos, sinto um prazer enorme.

Um prazer calmo e imenso.

Me lembrei da famosa e célebre

frase de Descartes:

“Penso, logo existo”

E minha reflexão, nesta vivência,

Se formulou como:

Sinto prazer, logo sou uma unidade

 

 

 

2 comentários em “Sinto prazer, logo sou uma unidade”

  1. Também me lembrei da expressão: ser um, com o todo. Assim como cada átomo, um em si, tbm compõe o universo.
    Sentir prazer em ser, tlvz seja pulsar com o universo, nessa grande placenta que nos envolve a todos e nos embala em eterna Criação…

    Curtir

Deixe uma resposta para Cauê Macedo Parreiras Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s