Meu espírito foi para os confins do planeta

A calma da manhã

Pela manhã , sinto o que esta traz:

É silenciosa,

fresquinha

e calma.

Há alguma coisa no céu da manhã

que me acalma.

E como há tempo…

Respirar o orvalho,

sentir o frescor…

Há silêncio dentro de mim,

e o dia está mais bonito do que nunca.

Logo começará a ação,

e, por enquanto,

tranquilidade…

Cantarolando,

Preparando o café,

Continuando os afazeres.

Meu espírito foi para os confins do planeta.

E, calmo, percebo a reverberação das minhas ações e estados de espírito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s